Homenagem: Paulo César Pinheiro

Festival

Homenagem: Paulo César Pinheiro

Um papel em branco e o vislumbre da mata defronte a janela, é o suficiente para que a luz da inspiração recaia sobre Paulo César Pinheiro, que desde os 13 anos de idade quando em visita ao litoral carioca, iniciou um dos maiores e melhores acervos musicais do cancioneiro popular brasileiro. Suprindo uma angústia quase transcendental pela letra escrita, poética e musicada, o menino virou homem e íntimo de nomes eternos da música nacional como Elis Regina, Tom Jobim, Dorival Caymmi, Maria Bethânia e Baden Powell.

Aos 70 anos de idade e com mais de 2 mil composições escritas, é o homenageado da 10ª Edição do Festival Choro Jazz e não por acaso. A relação dele com a música é sentimental, democrática e mantém uma conexão essencial com a natureza, por meio da luz de sua inspiração. Assim como a mostra gratuita as letras do autor ecoam entre as ruas da cidades e as veredas dos vilarejos, entre o povo e para ele, reconhecendo suas vontades e sentimentos. Por essa semelhança artística e pela longevidade cultural, Paulo César Pinheiro é o Festival em sua atual edição, escorrendo sua veia artística entre os encontros musicais que prometem encantar os participantes da festividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *