Theresa Rachel

Theresa Rachel

Nascida em Fortaleza, a cantora, compositora e violonista cearense, Theresa Rachel Viana, teve contato com a música desde muito cedo, já que em sua família sempre houveram músicos. Ainda aos 11 anos de idade, pediu ao seu pai que lhe desse um violão. Esse, atendendo aos pedidos da filha, o fez. Theresa seguiu aprendendo música de maneira autodidata e adentrou à quinta geração de músicos de sua família.

Desde sempre amante e influenciada pela música brasileira, e também nordestina, Theresa frequentou por alguns meses a Orquestra do Grupo Pão de Açúcar, onde estudou teoria musical, assim como participou de festivais cearenses de música, como o Festival de Música da Ibiapaba e, mais cedo, festivais de música estudantis, vencendo alguns.

Junto de seu tio Adelson Viana e de seu avô José Viana, ambos sanfoneiros, Theresa Rachel pôde vivenciar preciosas experiências profissionais em eventos e em estúdio, gravando violão em CDs e tendo contato com grandes músicos e artistas como Dominguinhos, Tarcísio Sardinha, Nonato Luiz, João Lyra, João Cláudio Moreno, dentre outros.

Ainda como violonista, integrou o grupo composto por seis mulheres que revisitaram a obra da artista Rosa Passos. O show aconteceu em 2017 e fez parte da programação do Jazz em Cena, projeto residente no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), em Fortaleza, e capitaneado por Dawlton Moura.

Em abril de 2018 e 2019, teve o prazer de participar das bandas que acompanharam diversos artistas em homenagem ao aniversário de Fortaleza, como Fausto Nilo, Waldonys, Amelinha.

Na primeira vez sob a direção musical de Tarcísio Sardinha, em homenagem a Dominguinhos, e no último ano com a direção de Pantico Rocha, no show “Para Cantar Fortaleza”.

Já no final de 2019, esteve entre os finalistas do II Festival da Música de Fortaleza, com o samba “Criança”, composição de sua autoria.

Como intérprete, Theresa participou do CD “Futuro e memória 2”, projeto captaneado por Dalwton Moura e Rogério Franco, que conta com cantores de diversas gerações do cenário musical cearense.

Atualmente, a violonista, além de se dedicar a pesquisas ligadas à comunicação e cultura, faz shows, dentre eles com o projeto “Samba da Theresa”, que busca revisitar a obra em torno do samba brasileiro e de seus intérpretes e compositores. Theresa trabalha ainda em suas composições, para em breve lançar seu primeiro trabalho autoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *